Nvidia comprará fabricante de chips Arm por US$ 40 bi

Chakrapong Worathat/Getty Images
Chakrapong Worathat/Getty Images

A venda coloca a Arm sob o controle de um único player

A Nvidia comprará a designer de chips Arm, apoiada pelo SoftBank Group, por até US$ 40 bilhões, disseram as empresas hoje (14), em um acordo que deve remodelar o setor global de semicondutores.

A venda coloca a Arm, um fornecedor vital para a Apple e outras empresas do setor, sob o controle de um único player e enfrenta um provável conflito com reguladores e rivais da Nvidia, a maior empresa de chips dos Estados Unidos por capitalização de mercado.

LEIA MAIS: União da inteligência artificial com experiência na gestão faz fundo quantitativo ganhar tração na crise

Poucas horas após o anúncio, críticos questionaram como a Arm manteria sua abordagem aberta ao se tornar propriedade de uma empresa norte-americana em um momento de atrito com a China.

O presidente-executivo da Nvidia, Jensen Huang, enfatizou que a Arm manteria seu modelo de licenciamento neutro e o expandiria licenciando a propriedade intelectual da Nvidia pela primeira vez.

“Queremos expandir a Arm e torná-la ainda maior”, disse ele a analistas em uma teleconferência.

Para o Softbank, a venda marca uma saída antecipada da Arm, que adquiriu por US$ 32 bilhões. O presidente-executivo Masayoshi Son destacou o potencial da Arm, mas está reduzindo suas participações em ativos importantes para levantar capital.

A mudança ocorre no momento em que executivos do SoftBank, frustrados com o desempenho das ações do grupo, estão em negociações iniciais sobre fechar o capital do grupo de tecnologia japonês, disse uma fonte à Reuters. Essas negociações podem ganhar ímpeto após a venda da Arm. As ações do SoftBank subiram 10% na bolsa de Tóquio.

A Nvidia pagará ao SoftBank US$ 21,5 bilhões em ações e US$ 12 bilhões em dinheiro, incluindo 2 bilhões na assinatura. O negócio verá a SoftBank e seu Vision Fund de US$ 100 bilhões, que tem uma participação de 25% na Arm, adquirir uma participação na Nvidia entre 6,7% e 8,1%.

Espera-se que o negócio seja concluído em março de 2022. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).