Maserati revela detalhes do novo MC20

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

O tão aguardado MC20 apresenta o primeiro motor construído internamente pela Maserati em mais de 20 anos

A Maserati lançou seu primeiro supercarro em 15 anos. Desenvolvido pelo Maserati Innovation Lab durante os últimos dois anos, o MC20 é uma evolução do famoso MC12, cuja produção foi interrompida em 2010 e sinaliza o retorno da venerável montadora italiana à corrida.

“Estamos definindo o alicerce para a construção do futuro da Maserati”, disse Davide Grasso, COO da Maserati, durante um evento em Modena, Itália, onde foi revelado o novo modelo. “O MC20 é a personificação de nossos valores, o primeiro de seu tipo 100% feito em Modena. MC20 é o modelo que inicia nossa nova era”.

VEJA TAMBÉM: Rolls-Royce revela novo Ghost

O tão aguardado MC20 apresenta o primeiro motor construído internamente pela Maserati em mais de 20 anos. O Nettuno (ou Neptune) é um V6 biturbo de 3 litros com uma câmara de pré-combustão inspirada na F1 com configuração de vela dupla. Ele produz 621 cavalos de potência, pode ir de 0 a 96,5 km/h em 2,9 segundos, e tem uma velocidade máxima de 325 km/h.

Construído em torno de monocoque leve de fibra de carbono (com peso aproximado de 1.500 quilos), o MC20 foi anunciado com uma carroceria cupê, mas também estará disponível em um modelo conversível e elétrico. As portas borboleta (com puxadores embutidos) não só são mais ergonômicas, mas também permitem um acesso mais fácil à cabine.

O MC20 tem linhas elegantes e nenhum complemento móvel. A frente apresenta uma grade de malha larga (que mostra o emblema em tridente com grandes dimensões) e faróis de LED angulares embutidos nos pára-lamas dianteiros para aumentar a aerodinâmica.

Na parte posterior, o MC20 tem uma traseira larga com um sistema de escape duplo acima de um grande difusor. Há também um spoiler modesto para melhorar a aderência, lanternas traseiras de LED e uma janela traseira com o símbolo do tridente.

Dentro da cabine do MC20, o foco é no motorista. O carro tem duas telas de 10 polegadas –uma para o cockpit e outra para o sistema multimídia– e o console foi simplificado com o mínimo de botões e distrações. Existem quatro modos de condução (Wet, GT, Sport e Corsa), bem como um quinto modo ESC off. O volante também é feito de fibra de carbono e, claro, o sistema de pedais Maserati exclusivo coloca o mundo ao alcance dos pés do motorista.

LEIA AQUI: Maserati apresenta Ghibli Hybrid, primeiro veículo eletrificado da marca

O MC20 está disponível para encomenda a partir de hoje (10) e deve entrar em produção no final deste ano. No entanto, não é esperado que o carro seja lançado nos Estados Unidos até o segundo semestre de 2021.

  • Desenvolvido pelo Maserati Innovation Lab durante os últimos dois anos, o MC20 é uma evolução do famoso MC12

    Reprodução/Forbes
  • As portas borboleta não só são mais ergonômicas, mas também permitem um acesso mais fácil à cabine

    Reprodução/Forbes
  • Na parte posterior, o MC20 tem uma traseira larga com um sistema de escape duplo acima de um grande difusor

    Reprodução/Forbes
  • A cabine tem duas telas de 10 polegadas –uma para o cockpit e outra para o sistema multimídia– e o console foi simplificado com o mínimo de botões e distrações

    Reprodução/Forbes
  • O MC20 tem linhas elegantes e nenhum complemento móvel

    Reprodução/Forbes
  • O MC20 está disponível para encomenda a partir de hoje (10) e deve entrar em produção no final deste ano

    Reprodução/Forbes

Desenvolvido pelo Maserati Innovation Lab durante os últimos dois anos, o MC20 é uma evolução do famoso MC12

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).